Botafogo 0 x 1 Guarani - Enfim a primeira vitória de 2021

Antes, o Bugre havia disputado oito jogos, com sete derrotas e um empate

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 04 (AFI) - O Guarani contou uma dose de sorte para conseguir a sua primeira vitória no Campeonato Paulista. Na tarde desta quinta-feira, o time campineiro foi até Ribeirão Preto e ganhou do Botafogo, por 1 a 0, no Estádio Santa Cruz.

Essa por sinal, foi a primeira vitória do Guarani em 2021. Antes, o time amargava um jejum de oito jogos - sete derrotas e um empate -, sendo sete pelo Brasileiro da Série B e um pelo Paulistão.

Com os primeiros três pontos, o Guarani deixou a lanterna do Grupo D e subiu para a vice-liderança, atrás apenas do Mirassol, que tem quatro. No Grupo A, o Botafogo segue na terceira colocação, com apenas um ponto.

VEJA O GOL DA VITÓRIA DO GUARANI


RÁDIO FUTEBOL INTERIOR
Este jogo foi acompanhado ao vivo pela Rádio FUTEBOL INTERIOR. Com narração de Gustavo Marques, reportagens de Levi Junior e apresentação do experiente Claudinei Corsi.

Foram mais de 12 mil ouvintes, com audiência ainda no Facebook: 16 mil pessoas alcançadas e dois mil engajamentos. Com apoio publicitário de: Pizzaria do Dadá, Restaurante Romanos e PRONI Alimentos.

EXPULSÃO MUDA O JOGO
A primeira oportunidade do jogo foi criada aos seis minutos, pelo Guarani. Tony cobrou falta para dentro da área, ninguém desviou e Igor espalmou pela linha de fundo. A reposta do Botafogo veio logo na sequência.

Rafael Marques finalizou, a bola desviou em Matheus Ludke e a bola saiu por cima do travessão. A situação do Botafogo ficou mais complicada aos 21 minutos, quando Pará cometeu falta em Pablo. A princípio, o árbitro deu cartão amarelo, mas expulsou o lateral após consultar o VAR.

Guarani venceu o Botafogo em Ribeirão Preto (Foto: Thomaz Marostegan/Guarani FC)
Guarani venceu o Botafogo em Ribeirão Preto (Foto: Thomaz Marostegan/Guarani FC)

PRESSÃO BUGRINA
Aos 31 minutos, Bruno Silva cruzou e Renanzinho, livre de marcação, cabeceou para grande defesa de Igor. Na sequência, o goleiro tricolor voltou a levar e melhor sobre o atacante bugrino ao espalmar chute com a mão trocada.

O Botafogo não conseguia ficar com a bola e era pressionado pelo Guarani, que tentava de todas as formas furar a defesa adversária. Antes do intervalo, Rafael Costa cabeceou nas mãos de Igor.

BUGRE FINALMENTE MARCA
O segundo tempo começou movimentado. Logo aos quatro minutos, Fabão tentou cortar e só não fez contra porque Igor defendeu. No rebote, Renanzinho mandou na rede pelo lado de fora. A resposta do Botafogo veio em chute de Rodrigo Ferreira, que desviou no meio do caminho e saiu.

Aos 16 minutos, o placar foi aberto no Santa Cruz. A zaga tricolor afastou mal e a bola caiu nos pés de Rodrigo Andrade, que dominou e bateu. O chute saiu fraco e não levaria perigo, mas desviou em Matheus Santos e entrou no cantinho de Igor.

Rodrigo Andrade marcou o gol bugrino (Foto: Thomaz Marostegan/Guarani FC)
Rodrigo Andrade marcou o gol bugrino (Foto: Thomaz Marostegan/Guarani FC)

MUITOS GOLS PERDIDOS
A pressão bugrina continuou mesmo após abrir o placar. Bidu cruzou e Romércio perdeu um gol feito de cabeça.

Aos 28, Rafael Costa subiu livre e conseguiu cabecear por cima do travessão. O Guarani desperdiçava oportunidade atrás de oportunidade.

O jogo ficou aberto nos minutos finais, com o Botafogo partindo em busca do empate e o Guarani explorando o contra-ataque. O placar, porém, não foi mais mexido até o apito final.

PRÓXIMOS JOGOS
O Botafogo volta a campo na segunda-feira, contra a Ferroviária, às 19 horas, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara. No domingo, o Guarani recebe o Red Bull Bragantino, às 15 horas, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. Os jogos são válidos pela 3ª rodada.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
2ª rodada
Data
04/03/2021
Horário
16h45
Local
Santa Cruz - Ribeirão Preto (SP)
Árbitro
José Claudio Rocha Filho

Assistentes
Alex Ang Ribeiro e Italo Magno de Paula Andrade

Cartões Amarelos
Botafogo: Michel
Guarani: Bidu

Cartões Vermelhos
Botafogo: Pará
Gols
Guarani: Rodrigo Andrade 16' 2T
Botafogo
Igor;
Rodrigo Ferreira, Fabão (Judivan), Matheus Santos e Pará;
Luan (Dudu), Vinícius Kiss, Emerson Santos e Marlon (Martinelli);
Rafael Marques (Victor Bolt) e Michel (Yan Victor).
Técnico: Alexandre Gallo
Guarani
Gabriel Mesquita;
Matheus Ludke (Eder Sciola), Romércio, Airton e Bidu;
Bruno Silva (Rodrigo Andrade), Índio e Tony;
Pablo (Andrigo), Renanzinho (Eliel) e Rafael Costa.
Técnico: Allan Aal