No 4-3-3, nove times formam Seleção FI da 2ª rodada do Paulistão

Democrática, a escalação reuniu jogadores de 9 times e apenas São Paulo, Red Bull Bragantino e Ituano conseguiram emplacar dois nomes

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 04 (AFI) - A segunda rodada do Campeonato Paulista se encerrou nesta quinta-feira e é hora de conferir a Seleção Futebol Interior. Democrática, a escalação reuniu jogadores de nove times e apenas São Paulo, Red Bull Bragantino e Ituano conseguiram emplacar dois nomes.

Como toda seleção, alguns nomes importantes ficaram de fora, mas valem ser citados. Os atacantes Fabrício, do Mirassol, Pablo, do São Paulo, Felipe Marques, da Ferroviária, Iago Dias, do Ituano, e o meia Gegê, do Santo André. Todos marcaram gols e ajudaram seus times.

O setor defensivo traz nomes experientes, como o goleiro Muralha, mas também jovens como o zagueiro Sabino, que fez sua estreia no profissional do Santos. O meio-campo e ataque priorizou a velocidade e a eficiência, com nomes como Vitinho, Mateus Vital e Gabriel Paiva. Para comandar os craques, o técnico Vinícius Bergantin, que ajudou o Ituano a conseguir a segunda vitória consecutiva, com quatro gols marcados e nenhum sofrido.


CONFIRA A SELEÇÃO DA 2ª RODADA:


Alex Muralha
Alex Muralha

GOLEIRO
Alex Muralha (Mirassol)
- O Novorizontino só não conquistou a sua primeira vitória no Paulistão porque encontrou uma muralha pela frente.

No jogo realizado no José Maria de Campos Maia, o goleiro foi o principal jogador com pelo menos três grandes defesas. Se Alex Muralha chegou sob desconfiança, os torcedores já devem estar mudando de ideia.

LATERAL-DIREITO
Igor Vinícius (São Paulo)
- Fora de casa, o São Paulo conquistou uma vitória convincente por 4 a 0 diante da Inter de Limeira. Com mais liberdade por conta dos três zagueiros, o lateral teve ótimo poder ofensivo, inclusive participando do primeiro gol, marcado por Gabriel Sara.

ZAGUEIRO
Sabino (Santos)
- Depois de um ano emprestado ao Coritiba, o zagueiro Sabino enfim fez sua estreia com a camisa do time profissional do Santos e começou a sua trajetória com o pé direito.

Apesar do Peixe ter ficado no empate por 1 a 1 com a Ferroviária no Estádio da Vila Belmiro, o jogador fez um duelo impecável. Além de ter dado segurança a defesa, ele marcou de cabeça o único gol alvinegro do jogo.

ZAGUEIRO
Léo Santos (Ituano)
- O setor defensivo do Galo segue se destacando, pois não sofreu gols nos dois jogos disputados. Na partida passada, Léo Santos até marcou gol. Neste jogo, não marcou, mas teve atuação segura, ajudando o time a segurar a vitória no segundo tempo. Com 56 jogos no Paulistão, se tornou o 11º jogador com mais jogos na competição pelo Ituano.

LATERAL-ESQUERDO
Edimar (Red Bull Bragantino)
- Fez uma boa partida na vitória do Red Bull Bragantino. Na defesa, não teve muito trabalho e deu conta do recado quando foi exigido. Lá na frente, Edimar exigiu grande defesa de Alex Muralha em chute de fora da área. e deu a assistência para Vitinho marcar o primeiro gol.

Rodrigo Andrade
Rodrigo Andrade

VOLANTE
Rodrigo Andrade (Guarani)
- Na goleada sofrida para o Ituano, Rodrigo Andrade já havia entrado bem. E isso se repetiu contra o Botafogo.

O volante saiu do banco de reservas para marcar o gol da vitória bugrina. É verdade que contou com uma dose de sorte, mas foi premiado por arriscar de fora da área. Já está merecendo uma vaga entre os titulares.

MEIA
Mateus Vital (Corinthians)
- O meia foi o principal jogador do Corinthians durante os 90 minutos no dérbi paulista diante do Palmeiras. Foi de Mateus Vital o primeiro gol do Timão, quando o time perdia por 2 a 0.

Além disso, foi dos seus pés que saiu a assistência para o gol de empate marcado pelo jovem Rodrigo Varanda. Em meio às baixas pela covid-19, Vital chamou para si o protagonismo e recebeu elogios.

MEIA
Vitinho (Red Bull Bragantino)
- Foi escolhido por Maurício Barbieri para substituir Claudinho, eleito o craque do último Brasileirão, e não decepcionou.

Contra o São Caetano, Vitinho deixou sua marca duas vezes em chutes fortes e garantiu a primeira vitória do Toro Loko no Paulistão.

ATACANTE
Jenison (Novorizontino)
- Mesmo atuando fora de casa, o Novorizontino foi superior ao Mirassol e merecia ter voltado para Novo Horizonte com os três pontos.

Além de mostrar oportunismo ao aproveitar rebote de Alex Muralha para deixar tudo igual, Jenison ainda esteve perto de marcar em outras duas oportunidades, mas esbarrou em Alex Muralha.

Rojas
Rojas

ATACANTE
Rojas (São Paulo)
- Só entrou em campo durante o segundo tempo e nem atuou meio tempo.

Mas era mais do que suficiente para ele comemorar, afinal, ficou mais de dois anos de fora dos gramados por causa de lesões graves e seguidas.

Ele deu o passe para um gol, marcou outro e ainda correu ao máximo, como se fosse a primeira ou última vez. Pelo esforço recebeu o carinho de todos os companheiros.

ATACANTE
Gabriel Silva (Palmeiras)
- O Palmeiras iniciou o dérbi paulista contra o Corinthians de forma avassaladora e abrindo 2 a 0 no placar. Nos primeiros 45 minutos um dos principais jogadores do Verdão foi o atacante Gabriel Silva, autor do segundo gol.

Foi bastante envolvente no sistema ofensivo e deixou os adversários com o 'cabelo em pé' diante da correria e qualidade. É um dos bons nomes do elenco dirigido por Abel Ferreira.

Vinicius Bergantin
Vinicius Bergantin

TÉCNICO
Vinicius Bergantin (Ituano)
- Dois jogos e duas vitórias, esse é o retrospecto do Ituano no início de Paulistão, sendo a única equipe com 100% de aproveitamento.

Muito disso é graças ao técnico Vinicius Bergantin que desta vez, ajudou o Galo a vencer o São Bento, por 1 a 0.

Em dois jogos são quatro gols marcados e nenhum sofrido. Essa é a primeira vez que o time de Itu venceu as duas primeiras partidas dentro da história do estadual.