Ídolo, Magrão detona diretoria de clube do Brasileirão: "mau caráter"

Goleiro e cube voltaram a se estranhar após a suspensão do pagamento

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 28 (AFI) - O ex-goleiro Magrão voltou a se estranhar com a diretoria do Sport. A nova reação do ídolo rubro-negro veio após o Leão da Ilha conseguir a suspensão dos pagamentos das dívidas por conta da pandemia do novo coronavírus.

"A gente vê um pouco de mal caráter da parte das pessoas que estão tomando a frente dessa situação em relação ao Sport. Porque havia um acordo, onde eu aceitei a situação, entendi o problema do clube, mas agora que é para pagar o acordo que tinha feito, eles começam a falar que não tem condições", disse ele ao Canal do Nicola.

"Então é complicado. Foi feito um acordo e esse acordo foi desonrado. Vamos ver se a gente entra em um acordo pelo menos um pouco amigável", completou.

Briga retomada. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)
Briga retomada. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

NADA SATISFEITO!
Magrão, quando jogava pelo Sport, ficou um bom tempo sem receber. Sem ver luz no fim do túnel, ele colocou o Sport na Justiça e conseguiu vencer a ação de R$ 5 milhões. Após isso, as duas partes entraram em acordo sobre o parcelamento de R$ 1,8 milhão. O Sport, porém, entrou na Justiça para adiar o pagamento.

"Está difícil para todo mundo e quando eles me procuraram para reduzir, eu falei: ‘Não tem problema, eu aceito’. Quando foi para receber agora um pedaço, eles entraram de novo, dizendo que não tem condições de pagar", explicou.

"Aí eu falei: ‘Pera aí’. Estou querendo ajudar, mas a gente vê que algumas pessoas usam a pandemia, as dificuldades, para fazer safadeza", finalizou.